Disciplinas

A emergência da ciência moderna e seu processo de institucionalização. As características da prática científica e do conhecimento produzido pelas ciências. A disputa pela demarcação de fronteiras entre conhecimento científico e outros modos de conhecer e explicar o mundo. Relações e dissensões entre saberes tradicionais e saberes científicos.

Créditos: 3

Caderno de Horários da DAC

Definição, histórico e evolução do sensoriamento remoto. Princípios físicos do sensoriamento remoto. O espectro eletromagnético. Características espectrais de materiais naturais e artificiais. Introdução à espectroscopia de reflectância e interpretação de curvas de reflectância espectral. Sistemas sensores. Camêras aerofotogramétricas e fotografias aéreas. Princípios de estereoscopia e interpretação estereoscópica. Princípios de interpretação de fotografias aéreas.

Créditos: 2

Caderno de Horários da DAC

Métodos de investigação e Aplicações da Geologia. Processos geológicos e a interação das esferas terrestres. Ambientes de formação de rochas na Geosfera e suas interações com as demais esferas (atmosfera, hidrosfera, biosfera e esfera social). O Homem como agente geológico; situações de risco geológico. Atividades práticas de campo para reconhecimento de processos naturais e das interações destes com a ação humana. Mapas, perfis e modelos em Geologia. Atuação profissional e educacional em Ciências da Terra. Aprendizagem ativa e uso de recursos educacionais em Geociências. Práticas de laboratório e trabalho de campo.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Elementos de economia. Análise do surgimento e da evolução da Economia Política como ramo do conhecimento científico. As principais escolas do pensamento econômico e suas respectivas contribuições ao entendimento do mundo em que vivemos. Disciplinas propedêuticas para o estudo da Economia dos Recursos Naturais.

Créditos: 3

Caderno de Horários da DAC

Treinamento de campo para entendimento das feições do terreno, dentro de uma visão holística, observando-se as interações de rocha X solo X clima X hidrografia X ocupação humana.

Créditos: 6

Caderno de Horários da DAC

Treinamento para executar autonomamente projetos geológicos específicos técnicos ou científicos, procurando aplicar os conhecimentos adquiridos em disciplinas do curso, em escala de detalhe ou regional.

Créditos: 12

Caderno de Horários da DAC

Atividades de estágio que propiciem ao profissional em formação o contato com experiências, práticas e conhecimentos próprios ao campo profissional.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Atividades de estágio que propiciem ao profissional em formação o contato com experiências, práticas e conhecimentos próprios ao campo profissional.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Introdução à abordagem científica relacionada à pesquisa de Geologia. Teorias e hipóteses. Levantamentos de dados. Aplicação de técnicas de pesquisa. Análise de resultados. Elaboração de relatórios de pesquisa e outras formas de divulgação.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Introdução à abordagem científica relacionada à pesquisa de Geologia. Teorias e hipóteses. Levantamentos de dados. Aplicação de técnicas de pesquisa. Análise de resultados. Elaboração de relatórios de pesquisa e outras formas de divulgação.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Atividades de estágio que propiciem ao profissional em formação o contato com experiências, práticas e conhecimentos próprios ao campo profissional, de acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação na área de Geologia. O estágio deve ser realizado junto a empresas credenciadas pela Coordenadoria de Graduação do Instituto de Geociências e pelo Serviço de Apoio ao Estudante (SAE) da UNICAMP.

Créditos: 8

Caderno de Horários da DAC

A evolução do pensamento geoquímico versus desenvolvimento das técnicas analíticas. Tipos de amostras e elementos analisados. A interação da radiação eletromagnética com a matéria. Principais técnicas analíticas utilizadas em litogeoquímica, geoquímica ambiental e isotópica. Práticas de coleta de amostras no campo, preparação de amostras, uso de equipamentos e controle de qualidade.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

A ementa desta disciplina será definida por ocasião de seu oferecimento.

Créditos: 2

Caderno de Horários da DAC

Definição, histórico e evolução do sensoriamento remoto. Princípios físicos do sensoriamento remoto. O espectro eletromagnético. Características espectrais de materiais naturais e artificiais. Introdução à espectroscopia de reflectância e interpretação de curvas de reflectância espectral. Sistemas sensores. Camêras aerofotogramétricas e fotografias aéreas. Princípios de estereoscopia e interpretação estereoscópica. Princípios de interpretação de fotografias aéreas.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Introduzir o aluno no conhecimento e estudo dos fósseis, bem como nos ambientes onde eles ocorrem. Noções básicas de reconhecimento dos principais filos de invertebrados, vertebrados e vegetais encontrados no registro em nível mundial e no Brasil, que auxiliem a Geologia, tanto na interpretação de idade quanto nos aspectos do meio abiótico (paleocologia, paleoclimatologia, etc.). Dar bases para estudos micropaleontológicos e bioestratigráficos, além de treinar os alunos na coleta e interpretação dos fósseis no campo.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Princípios de Mineralogia Ótica: Propriedades da luz: polarização, isotropia e anisotropia. O microscópio petrográfico. Propriedades óticas dos minerais sob luz natural e polarizada ao microscópio petrográfico: minerais isotrópicos e anisotrópicos (uniaxiais e biaxiais). Estudo das classes minerais em microscópio petrográfico. Outros métodos analíticos em Mineralogia: Difratometria de raios X, Microscopia Eletrônica de Varredura e Geoquímica Isotópica.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Princípios de Geometria Espacial e Descritiva e Aplicações em Geologia. Fundamentos de projeção estereográfica e exercícios práticos de análise de estruturas planares e lineares. Representação espacial de camadas e feições lineares por métodos gráficos e analíticos. Uso de ábacos. Mergulho real e aparente de camadas, profundidade e espessura: real e aparente. Mapas topográficos, geológicos e estruturais. Leitura e análise de mapas geológicos. Construção de perfis geológicos. Exercícios práticos de interpretação de mapas temáticos.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Treinamento de campo em mapeamento geológico de sucessões sedimentares em bacias não deformadas. Elaboração de mapas, perfis estratigráficos, seções geológicas e relatórios.

Créditos: 12

Caderno de Horários da DAC

Princípios e mecanismos de deformação das rochas. Categoriais de análise estrutural: descritiva, cinemática e dinâmica. Arranjos estruturais: acamamento, foliação, lineação, dobras, dobramentos e superpostos, transposição, juntas e fraturas, falhas, zonas de cisalhamento, associações estruturais. Níveis estruturais. Relações entre metamorfismo e deformação; Princípios de microtectônica. Exercícios geométricos, projeção estereográfica, análise estatística de dados estruturais, perfis geológico-estruturais complexos. Trabalhos de campo e elaboração de relatórios.

Créditos: 6

Caderno de Horários da DAC

Classificação das rochas metamórficas em escalas macroscópicas e microscópicas. Tipos de metamorfismo e seus ambientes tectônicos. Mineralogia e texturas típicas; relações texturais entre minerais; significado das texturas; reações metamórficas. Fatores condicionantes de metamorfismo e conceito de fácies metamórfica. Análise de gráficos de composições químicas dos minerais e rochas e paragêneses metamórficas. Papel de rochas metamórficas na evolução crustal. Trabalhos de campo e elaboração de relatório.

Créditos: 6

Caderno de Horários da DAC

Geofísica geral e aplicada. Aplicações de métodos geofísicos em mapeamento geológico, determinação de feições tectono-estruturais, prospecção mineral, hidrogeologia e estudos ambientais.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Estudo da ordem cronológica dos principais eventos geológicos que afetaram a evolução do planeta, suas causas e reflexos na paleogeografia, com ênfase para os fenômenos que ocorreram no território brasileiro. Trabalho de campo para conhecer exposições de unidades rochosas que refletem a evolução geológica do território brasileiro.

Créditos: 6

Caderno de Horários da DAC

A disciplina aborda aspectos básicos da dinâmica da Geologia de hidrocarbonetos com ênfase nas jazidas petrolíferas, envolvendo a produção e a acumulação de matéria orgânica, as rochas geradoras, migração, as rochas-reservatório, armadilhas (trapas) e a distribuição das reservas e recursos. São abordados aspectos relativos a caracterização, cálculo e armazenamento em reservatórios naturais. Tópicos relativos à locação, perfuração, instalação, completação, explotação, manutenção e monitoramento de poços também serão abordados no curso.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

O Renascimento e seu impacto na cosmovisão: a releitura do mundo natural. A Revolução Científica e o nascimento da ciência moderna: a Filosofia Natural, a História Natural e a especialização das disciplinas científicas. A 1a. Revolução Industrial, o Naturalismo científico e os viajantes. Colecionismo, Gabinetes e Museus. O processo de institucionalização e profissionalização das ciências naturais com ênfase no Brasil e América Latina.

Créditos: 2

Caderno de Horários da DAC

O curso tem como objetivos principais apresentar: (1) os processos magmáticos, hidrotermais, sedimentares, metamórficos e supergênicos que atuam na concentração de metais e formação de depósitos minerais na crosta terrestre; (2) o arcabouço geológico e as características fundamentais de várias classes de depósitos minerais, enquadrando-os nos seus respectivos ambientes tectônicos; (3) os controles de formação de um determinado depósito mineral e implicações na sua exploração; e (4) as províncias metalogenéticas do Brasil e seus depósitos minerais. Trabalhos de campo e elaboração de relatório.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Elementos essenciais de um SIG. Dados espaciais. Projeção de mapas. Captura de dados para SIG. Aquisição, estrutura e análise de dados espaciais. Funções de SIG. Uso de GRASS, IDRISI, ARCINFO.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

A disciplina visa apresentar os fundamentos da dinâmica das águas subterrâneas, seus princípios, e hidroquímica, visando fazer com que o aluno adquira o conhecimento hidrogeológico, com prática e exercícios. Temas: Ciclo hidrológico; Balanço hídrico, tipos de aquíferos, aquíferos sedimentares e fraturados, parâmetros hidrodinâmicos (porosidade; lei de Darcy; condutividade hidráulica; transmissividade; armazenamento e coeficiente de armazenamento); Potenciometria; Obras de captação; Hidráulica de poços; Hidrogeoquímica e qualidade, contaminação e transporte de massa, hidrogeologia do Brasil; Trabalhos de campo e elaboração de relatório.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Constituição, classificação e propriedades dos solos. Compressibilidade e adensamento, Resistência ao cisalhamento e empuxos da terra. Permeabilidade. Propriedades Mecânicas das Rochas. Ensaios de Campo e Laboratório em solos e rocha. Taludes, fundações e aberturas subterrâneas. Trabalhos de campo e elaboração de relatório.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Treinamento de campo em levantamentos básicos do meio físico, utilizando e integrando os conhecimentos adquiridos em várias disciplinas do curso e objetivando a aplicação dos resultados em mapeamentos geológico, metalogênese e prospecção; planejamento do uso e ocupação do solo, manejo de bacias hidrográficas, planejamento urbano e gestão ambiental, entre outras aplicações.

Créditos: 12

Caderno de Horários da DAC

Introdução à abordagem científica relacionada à pesquisa de Geografia. Teorias e hipóteses. Levantamentos de dados. Aplicação de técnicas de pesquisa. Análise de resultados. Elaboração de relatórios de pesquisa e outras formas de divulgação.

Créditos: 6

Caderno de Horários da DAC

Atividades de estágio que propiciem ao profissional em formação o contato com experiências, práticas e conhecimentos próprios ao campo profissional.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Atividades de estágio que propiciem ao profissional em formação o contato com experiências, práticas e conhecimentos próprios ao campo profissional.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Debate sobre as teorias dos Movimentos Sociais. Formas de organização dos Movimentos Urbanos e Rurais. Autonomia, organizações locais, nacionais e internacionais. Movimentos libertários: feministas, ecologistas e estudantis. Organizações não governamentais.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

A disciplina pretende articular fundamentos de Geociências no ensino de Geografia na educação básica, bem como apresentar e desenvolver algumas práticas pedagógicas de geociências que se mostram mais eficazes no ensino. Ademais, serão trabalhadas práticas de ensino em sala de aula com recursos básicos, tecnológicos e audiovisuais, assim como, as práticas de campo como ferramenta de aprendizagem.

Créditos: 6

Caderno de Horários da DAC

Bases epistemológicas. Métodos e conceitos desenvolvidos ao longo da história do pensamento geográfico. Positivismo: determinismo, funcionalismo e estruturalismo. Orientações contemporâneas: positivismo lógico, fenomenologia e marxismo. Materialismo dialético e a Geografia como ciência crítica. O espaço geográfico e a dimensão temporal: forma, processo, estrutura e função no método da Geografia.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Análise do processo de formação do Brasil contemporâneo. A inserção do país na divisão internacional do trabalho (1850-1930). Os principais fatores de integração da economia nacional (1870-1950). As mudanças políticas e sociais do período republicano.

Créditos: 3

Caderno de Horários da DAC

As Regiões Brasileiras: contrastes e inter-relações. As especificidades regionais: bases físicas, ocupação e produção do espaço.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Definição. Geografia Política, geoestratégia e fronteiras. Organização do espaço como instrumento de poder. O Estado Moderno e as políticas territoriais internas e externas. A Geopolítica do período militar brasileiro. Cenário geopolítico mundial contemporâneo.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Tempo atmosférico e clima; Distribuição e balanço global de radiação; Composição e estrutura da atmosfera; Atmosfera pretérita e atual; Elementos do clima (temperatura, pressão atmosférica, umidade do ar, precipitações atmosféricas) - definições, unidades de medição, controles de grande escala, representação das suas variações espaço-temporais e suas influências no condicionamento de aspectos físicos e na vida; Gradiente vertical da atmosfera; Nuvens; Circulação geral da atmosfera (convectiva e meridional); Massas de ar, frentes e perturbações atmosféricas. Trabalhos de campo e elaboração de relatório.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

História da geografia escolar brasileira; a construção dos conceitos e das categorias geográficas no ensino de geografia; políticas curriculares e geografia escolar; diferentes abordagens pedagógicas no ensino de geografia; qualidade e diversidade do material didático e paradidático no ensino de geografia.

Créditos: 6

Caderno de Horários da DAC

A variação das condições climáticas ao longo do tempo e variabilidade atual. Climatologia e abordagem escalar; Metodologias de estudo da climatologia e alterações climáticas em diferentes escalas. Classificação Sinótico-Espacial e a Análise Rítmica; Teorias das mudanças climáticas (a teoria de Milankovitch; mudanças no ciclo do carbono; as variações na espacialização dos continentes e oceanos); A ação antrópica no clima (Poluição atmosférica; camada de ozônio e clima e saúde); As mudanças climáticas na escala local (O Clima no meio urbano; meio rural e desastres naturais). Geopolítica e Clima.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Os atributos naturais do continente africano enquanto recursos materiais de poder: recursos naturais, biodiversidade, recursos hídricos e energéticos. Diásporas. Colonialismo, imperialismo e formação dos Estados nacionais pluriétnicos africanos. A presença do continente africano na geopolítica do mundo contemporâneo. Urbanização, industrialização e metropolização no continente africano. As relações África e Brasil ontem e hoje. Os desafios do ensino de geografia da África no ensino básico brasileiro.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Conceitos básicos, fundamentos e constituição da sociologia. Durkheim, Weber e Marx. Comportamento coletivo. Controle e desvio social. Organização social: estrutura, estratificação e mobilidade social. Grupos e Instituições. Mudança social. Política social. Movimentos sociais.

Créditos: 3

Caderno de Horários da DAC

Pesquisa, análise e tratamento da informação. Representação cartográfica com temas significativos para o estudo da Terra e as características das variáveis. Formas de representação pontual, linear e zonal, considerando os fenômenos qualitativos, quantitativos, estáticos e dinâmicos. Propriedades perceptivas das variáveis gráficas: execução, leitura e interpretação.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

A Região como categoria de análise da Geografia. Sistemas políticos, econômicos e quadros naturais na organização do espaço mundial. A formação contemporânea dos grandes blocos econômicos e geopolíticos no contexto da globalização da economia e mundialização da cultura. Análise téorica e através de estudos de casos das divisões: países capitalistas/países socialistas, centro-periferia, desenvolvimento / subdesenvolvimento, Norte/Sul. Potências econômicas mundiais. Analisar detalhadamente um continente (a escolher) como estudo de caso.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

O relevo brasileiro: os grandes conjuntos geomorfológicos brasileiro. Influências das oscilações climáticas no quaternário. O modelado do Estado de São Paulo: compartimentos geomorfológicos paulistas.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Introdução ao SIG. Dados geográficos: classes, aquisição e modelagem. Estruturas de representação da informação geográfica. Relações topológicas. Elementos essenciais de um SIG. Funcionalidades de um SIG. Principais áreas de aplicação. Uso de software SIG.

Créditos: 6

Caderno de Horários da DAC

Levantamento de fontes de dados, técnicas, métodos de pesquisa e/ou de elaboração de materiais gráfico e cartográfico sobre o espaço geográfico e/ou educação em geografia, podendo ter como parâmetro um estudo de caso; elaboração de um projeto de pesquisa.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Geografia Política. Organizações Internacionais e Regionais. Os blocos econômicos e os mercados comuns. Conflitos contemporâneos: etnias, religiões, recursos naturais e tecnológicos na disputa do poder político e econômico.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Conceituação, classificação, ocupação e gestão das bacias hidrográficas. Organização regional: a bacia hidrográfica como instrumento de análise regional e dado natural. A ocupação e os poderes público e privado e a organização social. Recursos hídricos: a relatividade da escassez e da abundância diante da tecnologia, da urbanização e da industrialização.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

O território como unidade condicionante do planejamento econômico. O planejamento como instrumento de ação política. O papel do estado (Federal, Estadual, Municipal) e das empresas no planejamento do território. A regionalização como instrumento de ação do planejamento. A organização do território impondo-se às ações de planejamento econômico no atual período técnico-científico e informacional. As noções de progresso, desenvolvimento e competitividade como norteadoras do processo de planejamento capitalista. O desenvolvimento geograficamente desigual e os paradoxos do planejamento territorial. Esta disciplina prevê a realização de trabalho de campo.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Utilização de métodos e técnicas de pesquisa em geografia e/ou educação em geografia: documentação indireta (dados, documentos, mapas, cartas, imagens), documentação direta (pesquisa de campo, observação, medição, entrevista, questionários fechados e abertos) e outras metodologias, tendo por objetivo a realização de uma dentre quatro categorias de pesquisa: 1) trabalhos teórico-empíricos e/ou síntese bibliográfica de temas afeitos à pesquisa geográfica e/ou educação em geografia (tipo monografia); 2) mapeamentos e suas interpretações e relatórios; 3) relatório final de iniciação científica; 4) relatório final de estágio profissional supervisionado.

Créditos: 8

Caderno de Horários da DAC

Enfoque continuado a partir do percurso iniciado em práticas, a partir da análise e reflexão dos conteúdos propriamente geográficos representativos para os ensinos médio e fundamental; Análise e reflexão e avaliação sobre o exercício e as práticas da ação administrativa, docente e de supervisão escolar, acompanhamento, participação e avaliação do cotidiano de instituições que fundam-se sobre práticas educativas, escolares e de orientação pedagógica.

Créditos: 8

Caderno de Horários da DAC

A formação científico-cultural objetiva aprofundar conhecimentos relativos a áreas relacionadas ao trabalho pedagógico na educação, tendo especial atenção com a ampliação e enriquecimento geral incluindo experiências extra-curriculares diversificadas que propiciem acesso, conhecimento e familiaridade com linguagens culturais, artísticas, corporais e científicas, indispensáveis para o trabalho em sala de aula.

Créditos: 7

Caderno de Horários da DAC

A formação científico-cultural objetiva aprofundar conhecimentos relativos a áreas relacionadas ao trabalho pedagógico na educação, tendo especial atenção com a ampliação e enriquecimento geral incluindo experiências extra-curriculares diversificadas que propiciem acesso, conhecimento e familiaridade com linguagens culturais, artísticas, corporais e científicas, indispensáveis para o trabalho em sala de aula.

Créditos: 7

Caderno de Horários da DAC

A disciplina se desenvolverá por intermeio de Temas com exposições e debates via vídeos conferências: OF. IG/CG no 25/2021 Documento assinado. Verificar autenticidade em sigad.unicamp.br/verifica Informar código 2A01AB13 28C14545 89BCCA4C 7D5BB26C UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS COMISSÃO DE GRADUAÇÃO ____________________________________________________________________________________________ Instituto de Geociências Rua Carlos Gomes, 250, Cidade Universitária “Zeferino Vaz” Campinas | SP | Brasil | CEP: 13083-855 Secretaria de Graduação Tel: +55 19 3521-4577 | 3521-5197 e-mail: sgig@ige.unicamp.br ➢ Controvérsias públicas envolvendo expertise e ambiente, como desastres e o papel do geógrafo nesses contextos; ➢ Cooperação interdisciplinar e geociências pensando em problemas de saúde relacionados à atuação de empresas; ➢ Políticas de estímulo à inovação e à cooperação para tratar de emergências públicas (caso pandemia da COVID19); ➢ Dispersão espacial da produção do conhecimento sobre saúde, papel de pandemias, relação do espaço com outras variáveis para pensar a produção científica e formulação/implementação de políticas públicas de resposta a problemas de saúde; ➢ O SUS (Sistema Único de Saúde) e a universalização da saúde no Brasil; ➢ Mapeamento cartográfico na Geografia da Saúde; ➢ Covid-19 como evidência dos processos de globalização no sistema mundo contemporâneo; ➢ Covid-19 e os desdobramentos para a sociedade contemporânea: políticos, econômicos e sociais; ➢ Padrões climáticos, suas diferenças e as correlações com distintas causas de morbidade e de mortalidade da população; ➢ Risco ambiental e para saúde humana;

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Propostas de ensino de conteúdos de Geociências para as disciplinas de Ciências, Biologia e Geografia no ensino Fundamental e Médio. Adequação e inadequação de conteúdos ensinados e de métodos e técnicas aplicados noensino de Geociências para esses níveis de escolaridade. Planejamento, elaboração, aplicação e avaliação de atividades voltadas ao ensino de Geociências.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

Conceitos básicos de geologia. Estrutura e composição da Terra. Tectônica de placas. Rochas e minerais. Processos desenvolvidos nas interfaces do Sistema Terra (geosfera, atmosfera, hidrosfera, biosfera e antroposfera) ao longo do tempo. Circulação atmosférica e clima. Noções de geologia estrutural e de engenharia. Mapas e representação gráfica de processos. Materiais terrestre como fonte de matéria-prima na construção civil. Geologia do Brasil e de São Paulo.

Créditos: 5

Caderno de Horários da DAC

Introduzir o aluno no conhecimento e estudo dos fósseis. Noções básicas de reconhecimento dos principais filos de invertebrados, vertebrados e vegetais encontrados no registro a nível mundial e no Brasil, que auxiliam tanto na interpretação da idade quanto nos aspectos do meio abiótico (paleoecologia, paleoclimatologia, etc.) e acerca da evolução da vida no planeta. Fornecer bases para estudos micropaleontológicos e bioestratigráficos, além de treinar os alunos na coleta e interpretação dos fósseis no campo.

Créditos: 4

Caderno de Horários da DAC

A disciplina visa contribuir para a formação básica dos alunos de graduação dos vários cursos da Unicamp, através da análise das implicações sociais e políticas do desenvolvimento tecnológico nas sociedades contemporâneas, bem como seus determinantes econômicos gerais, com ênfase nas especificidades estruturais do Brasil.

Créditos: 3

Caderno de Horários da DAC