IG recebe visita do Comando do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo

As docentes do IG Sueli Yoshinaga e Ana Elisa Abreu receberam na quinta-feira, 01, a visita de uma comitiva do Comando do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo. A corporação quer facilitar a comunicação com a população de forma a antecipar a divulgação de fenômenos climáticos que gerem inundações e alagamentos. O encontro na Unicamp, coordenado pelo aluno de pós-graduação do IG, Luis Eduardo de Oliveira Muraro, é o primeiro passo para uma possível parceria entre as duas instituições.

De acordo com o chefe de seção de Comunicação Social do Comando, capitão Marcos Palumbo, alguns eventos climáticos e suas interpretações geram resultados contundentes nas ações do Corpo de Bombeiros. O objetivo da corporação é desenvolver uma ferramenta que possa alertar as pessoas de onde acontecerá um evento climático que poderá causar enchentes e desabamentos. “Nossa ideia é desenvolver uma forma de alertar as pessoas para evitar tais áreas antes que o fenômeno climático aconteça. Buscamos a prevenção e como a ciência pode ajudar a corporação a estar a um passo à frente desses eventos que colocam em risco a vida das pessoas”, disse.

Visita dos bombeiros
Encontro da comitiva do Corpo de Bombeiros de São Paulo com as docentes do IG

A docente Sueli Yoshinaga apontou que há linhas de pesquisa no IG que podem contribuir com a sociedade e com os agentes. Sueli sugeriu o treinamento de pessoas para interpretar dados climáticos e abriu a possibilidade de realização de pesquisas em pontos específicos de alagamento, que mostrem, por exemplo, o nível máximo de água que uma região deve ter para que os Bombeiros emitam um aviso de que tal área seja evitada. Já a docente Ana Elisa Abreu falou sobre o desafio técnico de entender o fenômeno, sua causa e como modelá-lo. Há um interesse do Corpo de Bombeiros em fazer um treinamento com o IG. Para isso, deve ser elaborado um protocolo de intenções com detalhamentos do que a corporação necessita e do que o Instituto pode oferecer. Ana Elisa reforçou a ideia de que o IG trabalha para a sociedade. “Vamos achar uma forma de somar esforços”, disse.

O Corpo de Bombeiros recebe em média 6 mil ligações na Grande São Paulo e quase 15 mil no Estado. Desse total, e de acordo com a prioridade, são feitos cerca de 2.800 atendimentos todos os dias na capital e 9.300 no Estado. O capitão Palumbo destacou ainda a participação da mídia no auxílio das ações da corporação – há quase 300 ligações da imprensa por dia. “Pessoas nas áreas sujeitas a inundação precisam ser avisadas e a mídia atua como uma espécie de porta-voz da sociedade”, finalizou.

 

Por Eliane Fonseca

Fotos: Divulgação IG