Curso sobre foresight reúne profissionais do setor público e privado

Alunos e professores

Instrumentar profissionais em técnicas e ferramentas de tomada de decisão através de planejamento por meio de métodos de prospecção. Esse foi o objetivo principal do curso “Foresight & Beyond: Prospecção, Priorização e Apoio à Decisão”, realizado no Instituto de Geociências entre os dias 22 e 26 de julho através da Escola de Extensão da Unicamp (Extecamp). O curso atraiu profissionais interessados em aprender e compartilhar conhecimentos de prospecção, priorização e apoio à decisão em atividades de ciência, tecnologia e inovação.

Foresight é um termo inglês que se emprega em prospectiva voltada à construção do futuro. O curso, que foi coordenado pelo professor do Departamento de Política Científica e Tecnológica e diretor do IG, Sérgio Salles e pela professora da Faculdade de Ciências Aplicadas Adriana Bin, apresentou conceitos, métodos e casos para prospectar, priorizar e dar apoio ao desenvolvimento científico, tecnológico e de inovações, além de analisar tendências da área tecnológica, como carros elétricos, robótica, mobilidade urbana, dentre outras.

Sala de aula
Profissionais do setor público e privado em capacitação no IG

O curso está em sua 4ª edição e é oferecido regularmente uma vez por ano na Unicamp. Há ainda a possibilidade de ocorrer na modalidade in company. Nessa edição, 22 profissionais de órgãos públicos e empresas privadas que têm como função principal a atividade de planejamento participaram da capacitação no IG.

Para Sérgio Salles, “a interação entre esses profissionais e a realidade que trazem é sempre enriquecedora para eles e para nós”. Outro ponto destacado pelo docente do DPCT foi a vinda do professor Ian Miles, da Universidade de Manchester, uma das principais referências no mundo em prospecção, que lecionou três aulas aos participantes.

Professor Miles tem uma ligação histórica com o Instituto de Geociências. No início dos anos 80, o britânico esteve no IG para tratar com Amilcar Herrera, que liderava o projeto de prospecção “Prospectiva Tecnológica para a América Latina - PTAL” - mesmo trabalho em que Sérgio Salles iniciou seus estudos em prospecção.

Ian Miles
Ian Miles, uma das principais referências no mundo em prospecção

Grande parte do trabalho de Ian Miles em foresight envolveu novas tecnologias da informação e indústrias de serviço. Segundo o professor britânico, “estamos hoje mais conectados do que éramos antes. Há muita informação disponível online. Podemos levantar e processar informações, procurando tendências ou identificando a relação entre diferentes coisas. Podemos fazer isso usando estatísticas muito formais e mapeando diferentes campos da ciência”. No entanto, Miles lembrou que, mesmo com todo o avanço da tecnologia, ainda precisamos da inteligência humana para fazer uma previsão sensata de como as coisas podem ser melhores ou piores no futuro. “O que precisamos é identificar um caminho para construir um futuro melhor para as pessoas”, disse.

Texto: Eliane Fonseca

Fotos: Divulgação IG e Diego Ducart