Projetos do IG receberão financiamento da FAPESP de cerca de R$ 1 milhão cada

Gelvam e Raul

Dois projetos do IG serão financiados pelo “Auxílio Projeto Inicial π (Pi)”,  nova modalidade da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) que se destina a apoiar projetos de pesquisa audaciosos e que sejam liderados por pesquisadores com excelente potencial contratados há menos de 8 anos e com título de doutor obtido a menos de 12 anos. Os docentes Gelvam André Hartmann, do Departamento de Geologia e Recursos Naturais, e Raul Reis Amorim, do Departamento de Geografia, obtiveram financiamento de cerca de R$ 1 milhão cada, que incluirá iniciativas de ensino e de orientação de estudantes de graduação e de pós-graduação.

Gelvam André Hartmann vai desenvolver o projeto “História Geomagnética da América do Sul”, em que pretende identificar a traçar a geometria e a evolução da Anomalia Magnética do Atlântico Sul (SAA), que é caracterizada pelas mais baixas intensidades do campo magnético da Terra, responsável por importantes fenômenos do clima espacial através de escalas de tempo de milênios a milhões de anos.

Raul Reis Amorim vai desenvolver o projeto “A gestão dos recursos hídricos e os impactos das inundações nas bacias hidrográficas: o estudo da suscetibilidade, vulnerabilidade, exposição e resiliência às inundações em cidades brasileiras", no qual irá trabalhar com indicadores de vulnerabilidade social para áreas expostas às inundações, construção de perfis hidroambientais e mapeamento participativo de áreas de risco. Também vai desenvolver um repositório de laudos técnicos, reportagens, bancos de dados estatísticos e cartográficos de cidades brasileiras atingidas por inundações. A proposta tem como foco a criação do Observatório Nacional de Inundações.

A Unicamp teve 17 dos 106 projetos selecionados para financiamento da FAPESP, com duração de até 60 meses, prorrogáveis excepcionalmente por até 12 meses. Acesse aqui a lista completa de projetos aprovados na modalidade “Auxílio Projeto Inicial π (Pi)”.

Por Eliane Fonseca Daré

Imagens: Divulgação IG